RELEASES EMPRESARIAIS

TERÇA-FEIRA, 30 DE OUTUBRO DE 2018 - Horário 8:49
nbe
ECO/ PRNewswire - Brasil tem pior resultado no ranking de proficiência em inglês desde 2012

SÃO PAULO, 30 de outubro de 2018 /PRNewswire/ -- O Brasil caiu do 41º para 53º lugar no ranking mundial do nível de conhecimento de inglês, mantendo-se no nível de baixa proficiência no idioma, de acordo com o levantamento da EF Education First, que avaliou 1,3 milhões de pessoas de 88 países.

Pela quarta vez nesses oito anos de EF EPI, a Suécia ficou no topo do ranking, deixando a Holanda em segundo, seguida por Singapura, todas classificadas com proficiência muito alta. A Líbia obteve o pior resultado entre os países classificados com proficiência muito baixa.

"Nossa pesquisa mostra que países e indivíduos continuam a investir no ensino e aprendizado de inglês, reconhecendo a importância da linguagem como uma alavanca para a competitividade", disse o Dr. Minh N. Tran, diretor sênior de pesquisa da EF. "Desde que a EF começou a publicar o EPI, este  ranking tornou-se o ponto de referência de fato para governos, empresas e educadores quando eles discutem habilidades em inglês".

O vice-presidente de Relações Acadêmicas da EF na América Latina, Luciano Timm, destaca que a baixa proficiência em inglês no país é um entrave para o desenvolvimento e para a inovação, e assim um ponto estratégico para o novo governo que assumirá em janeiro de 2019. "O resultado é bastante preocupante. É o pior cenário desde 2012 e, agora, está mais claro que nunca que há boas práticas globais que são constantes do estudo e que podem ajudar muito o pais".

Alguns destaques do EF EPI 2018:

O Brasil se mantém na classificação de proficiência baixa. Caiu para 53º lugar A América Latina é a única região a mostrar um leve declínio geral na proficiência em inglês. As pontuações na região permanecem mais uniformes do que em qualquer outro lugar, com apenas uma pequena diferença entre os países com menor e maior proficiência. A Europa continua a ser o líder global na proficiência em inglês. Oito dos dez primeiros lugares do ranking são ocupados por países europeus. A África mostra ganhos mais fortes em proficiência em inglês do que qualquer outra região, com a Argélia, o Egito e a África do Sul melhorando em dois ou mais pontos. Pela primeira vez, uma nação asiática (Singapura) fica entre os três primeiros colocados. No entanto, a Ásia continua a possuir uma grande divisão regional entre os países com maior e menor proficiência. As mulheres continuam a superar os homens em inglês no mundo todo, e essa diferença de gênero vem aumentando desde 2016. Novas correlações mostram que as sociedades que falam inglês são mais abertas e igualitárias. Entre outras métricas, esses países matriculam mais meninas na pré-escola e relatam uma proporção maior de mulheres com contas bancárias.O relatório completo pode ser acessado em    www.ef.com.br/epi/

Posição

País

EF EPI Faixa de Proficiência

1

Suécia

Muito Alta

2

Holanda

Muito Alta

3

Singapura

Muito Alta

4

Noruega

Muito Alta

5

Dinamarca

Muito Alta

6

África do Sul

Muito Alta

7

Luxemburgo

Muito Alta

8

Finlândia

Muito Alta

9

Eslovênia

Muito Alta

10

Alemanha

Muito Alta

11

Bélgica

Muito Alta

12

Áustria

Muito Alta

13

Polônia

Alta

14

Filipinas

Alta

15

Suíça

Alta

16

Romênia

Alta

17

Croácia

Alta

18

Sérvia

Alta

19

Portugal

Alta

20

República Tcheca

Alta

21

Hungria

Alta

22

Malásia

Alta

23

Grécia

Alta

24

Eslováquia

Alta

25

Bulgária

Alta

26

Lituânia

Alta

27

Argentina

Alta

28

Índia

Moderada

29

Nigéria

Moderada

30

Hong Kong, China

Moderada

31

Coréia do Sul

Moderada

32

Espanha

Moderada

33

Líbano

Moderada

34

Itália

Moderada

35

França

Moderada

36

Costa Rica

Moderada

37

República Dominicana

Moderada

38

Bielorússia

Moderada

39

Senegal

Moderada

40

Uruguai

Moderada

41

Vietnã

Moderada

42

Rússia

Moderada

43

Ucrânia

Moderada

44

Macau, China

Moderada

45

Geórgia

Baixa

46

Chile

Baixa

47

China

Baixa

48

Taiwan, China

Baixa

49

Japão

Baixa

50

Paquistão

Baixa

51

Indonésia

Baixa

52

Albânia

Baixa

53

Brasil

Baixa

54

Etiópia

Baixa

55

Guatemala

Baixa

56

Panamá

Baixa

57

México

Baixa

58

Sri Lanka

Baixa

59

Peru

Baixa

60

Colômbia

Baixa

61

Bolívia

Baixa

62

Egito

Baixa

63

Bangladesh

Baixa

64

Tailândia

Baixa

65

Equador

Baixa

66

Irã

MuitoBaixa

67

Marrocos

MuitoBaixa

68

Tunísia

MuitoBaixa

69

Honduras

MuitoBaixa

70

El Salvador

MuitoBaixa

71

Emirados Árabes Unidos

MuitoBaixa

72

Nicarágua

MuitoBaixa

73

Turquia

MuitoBaixa

74

Jordânia

MuitoBaixa

75

Venezuela

MuitoBaixa

76

Síria

MuitoBaixa

77

Azerbaijão

MuitoBaixa

78

Kuwait

MuitoBaixa

79

Omâ

MuitoBaixa

80

Cazaquistão

MuitoBaixa

81

Argélia

MuitoBaixa

82

Mianmar

MuitoBaixa

83

Arábia Saudita

MuitoBaixa

84

Afeganistão

MuitoBaixa

85

Camboja

MuitoBaixa

86

Uzbequistão

MuitoBaixa

87

Iraque

MuitoBaixa

88

Líbia

MuitoBaixa

 

Sobre a EF Education First

A EF Education First (http://www.ef.com.br) fornece educação transformadora desde 1965, combinando o aprendizado de idioma com intercâmbio cultural, desempenho acadêmico e soluções personalizadas para empresas. São 580 escolas e escritórios em mais de 50 países, 11 opções de idiomas e milhares de empresas treinadas em todos os setores, tudo isso para oferecer programas que transformam sonhos e objetivos em oportunidades internacionais.

Photo: https://mma.prnewswire.com/media/776648/EF_English_Proficiency_Index_2018.jpg 

Logo: https://mma.prnewswire.com/media/776649/Education_First_Logo.jpg 

 

FONTE EF Education First (EF)


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.