RELEASES EMPRESARIAIS

QUARTA-FEIRA, 28 DE NOVEMBRO DE 2018 - Horário 17:38
nbe
ECO/ PRNewswire - Custo da captura de CO(2) cai 67% para a próxima usina de captura de carbono

EDIMBURGO, Escócia, 28 de novembro de 2018 /PRNewswire/ -- Um novo e altamente esperado estudo que demonstra significativas reduções no custo para a captura e armazenamento de carbono (CCS - carbon capture and storage) foi publicado hoje pelo International CCS Knowledge Centre (Knowledge Centre). A publicação coincide com a Cúpula Internacional de CCS (International CCS Summit) realizada pelo Governo do Reino Unido e pela Agência Internacional de Energia (IEA - International Energy Agency).



Profundas reduções no custo do capital ? uma redução de 67% por tonelada de CO2 capturado no estudo de caso fornecido no relatório ? é uma das principais descobertas do Estudo de Viabilidade da CCS em Shand (Shand CCS Feasibility Study) do Knowledge Centre. Para uma tecnologia que foi considerada como cara, o relatório é uma ótima notícia para aqueles que reconhecem o papel essencial que a CCS deve ter na abordagem das mudanças climáticas.

É amplamente aceito que a CCS aplicada, tanto na indústria quanto na geração de energia com intensas emissões, tem um papel crítico na redução das emissões de gases de efeito estufa (GEEs). Em um relatório recente sobre os impactos do aquecimento global de 1,5°C, o Painel Intergovernamental sobre as Mudanças Climáticas destacou a importância única das tecnologias de CCS para alcançar os objetivos climáticos. Com a disponibilidade da redução significativa do custo com base na experiência na operação e no design, obtida a partir de projetos anteriores, e na inovação adicional ainda por vir, a CCS está agora se posicionando em uma série de setores para exercer um papel crítico na realização dos objetivos climáticos.

O Estudo de Viabilidade da CCS em Shand é baseado em um estudo independente de construção e design do projeto CCS da Represa Boundary 3 da SaskPower. Além das reduções de custo, os principais resultados do Estudo de Viabilidade da CCS em Shand incluem:

Um design que garante capacidade melhorada de resposta para a demanda flutuante de energia por parte dos clientes, a qual é cada vez mais necessária em sistemas de energia, os quais demonstram níveis crescentes de energia renovável variável tal como eólica e solar; Um design que minimiza as necessidades de água; e Uma redução significativa na complexidade do processo, permitindo a maximização dos ganhos. Citações

"A implementação mundial da CCS em ampla escala poderia ser um passo importante na direção da grande implementação em uma série de setores para apoiar os objetivos internacionais de mudança climática. Esperamos firmar rapidamente um compromisso com os implementadores para maximizar a economia nos custos e os ganhos na eficiência".

- Mike Monea, presidente e CEO do International CCS Knowledge Centre

"Os resultados do estudo são bem impressionantes. Estamos satisfeitos que a aplicação de nossa tecnologia contribui para o resultado e estamos muito orgulhosos por fazermos parte do estudo da CCS em Shand".

- Kenji Terasawa ? diretor representante (membro do conselho), vice-presidente executivo da MHI Engineering Ltd.

Leia o resumo ou o relatório completo on-line no endereço https://ccsknowledge.com/news.

Dados Resumidos

Estudo de Viabilidade da CCS em Shand (Estudo Shand)

O Estudo Shand foi realizado de acordo com as orientações da Associação Americana de Engenharia de Custos (AACE - American Association of Costing Engineers) para uma estimativa de classe 4 e utilizou inovadoras abordagens em design e tecnologias, levando a resultados econômicos encorajadores para a CCS no futuro. O estudo mostra que, comparado com o projeto de CCS da Represa Boundary 3 (BD3), um sistema CCS em Shand poderia apresentar reduções no custo de capital de 67% por tonelada de CO2 capturada, bem como 92% de economia potencial no custo de capital da integração da usina de energia. Com base no modelo, o custo nivelado do CO2 capturado é calculado em US$ 45/tonelada. A CCS da segunda geração pode capturar mais emissões em cargas mais baixas (ou seja, geração de energia) de forma que uma taxa de captura de mais de 90% é possível. Isto significa que a CCS tem o potencial de se integrar bem com energias renováveis, as quais fornecem cargas variáveis. A taxa de captura de CO2 poderia ser de até 97% a uma carga elétrica de 62%. O sistema CCS em Shand seria projetado sem a necessidade de água adicional, diminuindo uma importante restrição para modernizações e expansões para a operação de usinas térmicas. Neste local, até 140.000 toneladas por ano de cinzas volantes poderiam ser vendidas para o mercado de concreto (sujeito à demanda), o que poderia compensar as emissões na produção de concreto. Isso se compara com uma potencial redução líquida de 125.000 toneladas de CO2 todos os anos, resultando em uma instalação com emissões líquidas negativas de CO2. A capacidade nominal do projeto CCS em Shand é de 2 milhões de toneladas de CO2 capturadas por ano ? duas vezes a capacidade inicial da BD3 (esta economia de escala reduz os custos). Links com as mudanças climáticas

A CCS é considerada essencial em três dos quatro caminhos para manter o aquecimento global dentro de 1,5oC - conforme o Painel Intergovernamental sobre as Mudanças Climáticas: Aquecimento Global de 1,5 grau Celsius (Global Warming of 1.5 Degrees Celsius) A maior parte do mundo não pode atingir os objetivos das emissões sem a CCS ? e para aqueles que podem, o aumento médio do custo da diminuição é de 138% - Painel Intergovernamental sobre as Mudanças Climáticas: IPCC AR5 2014. Links da CCS

 Agência Internacional de Energia (IEA - International Energy Agency): Captura e Armazenamento de Carbono (Carbon Capture and Storage) Programa de gases de efeito estufa e P&D da IEA (IEAGHG): O que é CCS? (What is CCS?) Instituto Global de CCS (Global CCS Institute): Índice de Preparação para a CCS (CCS Readiness Index) O QUE OS OUTROS ESTÃO DIZENDO SOBRE O ESTUDO DE VIABILIDADE DA CCS EM SHAND:

"Este estudo inovador destrói para sempre o mito de que a Captura, Utilização e Armazenamento do Carbono (CCUS - Carbon Capture Utilization and Storage) no setor energético não é uma opção rentável de redução. O estudo claramente demonstra que a CCUS no carvão pode ser competitiva com o gás natural, mesmo com os preços muito baixos do gás na América do Norte".

- John Gale, gerente geral do IEAGHG

"O relatório público do Estudo de Viabilidade da CCS em Shand fornece uma análise importante e bem recebida de como a próxima geração da tecnologia de captura e armazenamento de carbono pode ser projetada para obter custos substancialmente mais baixos com reduções ainda maiores das emissões do que a usina da primeira geração na Unidade 3 da Represa Boundary da SaskPower. A consideração do estudo das características específicas do local e da operação da Usina de Energia Shand, o torna especialmente viável e valoroso como uma indicação de progresso ao longo da curva de aprendizado da CCS".

- Prof. Edward S. Rubin, Universidade Carnegie Mellon

"O Estudo de Viabilidade para a aplicação da CCS na Usina de Energia Shand é uma valorosa contribuição para o crescente conjunto de conhecimentos sobre a necessidade ambiental e econômica da CCS. Sobretudo, o Estudo comprova o ponto de que não há nada como aprender com a prática, para melhorar drasticamente a engenharia, a gestão do projeto e a economia de novas tecnologias. O Governo de Saskatchewan e o International CCS Knowledge Centre mostraram o valor obtido a partir de seu investimento líder mundial para construírem a inovadora instalação CCS 3 da Represa Boundary, cuja experiência permitiu as drásticas melhorias para a próxima usina deste tipo, que estão descritas no Estudo de Viabilidade em Shand".

- Instituto Global de CCS

"A equipe do International CCS Knowledge Centre demonstrou como os custos podem ser reduzidos com a aprendizagem com a prática. O novo projeto de modernização da CCS do Estudo de Viabilidade da CCS em Shand mostra como todas as nações pouparão tempo e dinheiro com a implementação de tecnologias de CCUS da próxima geração, como parte do esforço global para enfrentar as mudanças climáticas. Adicionalmente, ele permite que os mercados de energia escolham as usinas de energia movidas a carvão como fonte de energia confiável e de baixas emissões, enquanto também desenvolve uma solução para o CO2 para a indústria".

- Stephen Malss, diretor de tecnologia de baixas emissões da COAL21

"A CCS fornece uma importante ferramenta para a redução de nossas emissões de CO2. E ela funciona! Este relatório ilustra que a melhoria contínua, a partir das lições aprendidas, pode ajudar a promover a redução dos custos e, neste caso, a redução significativa no custo através da nova aplicação. A disponibilidade da recuperação aprimorada de petróleo com CO2, como uma opção de utilização para o CO2, fornece um ponto de partida para a implementação da CCS em maior escala. Com um programa de monitoramento e verificação da medição, específico para o local e baseado no risco, a armazenagem segura pode ser demonstrada no reservatório ".

"A CCS tem outras aplicações além do setor de petróleo e gás. Ela é necessária na fabricação de fertilizantes, de cimento, de aço e na geração de energia. A CCS quando integrada com as energias renováveis fornece uma maneira efetiva de redução das emissões de CO2. Por exemplo, 1 milhão de toneladas de redução das emissões da CCS equivale a 1 ano de emissões dos transportes de Tóquio. Quando combinada com a produção de biocombustíveis, a CCS pode até proporcionar um meio efetivo para obter emissões negativas".

"Além do valor que a CCS proporciona com a redução do CO2, ela tem um importante papel na criação de postos de trabalho. Uma instalação de CCS de 1 milhão de toneladas por ano pode gerar centenas de postos de trabalho durante vários anos de construção e fornecer emprego contínuo para o pessoal da manutenção, das operações e o pessoal técnico para o funcionamento da instalação".

- Tim Wiwchar, gerente de oportunidades de negócios da Shell

Sobre o International CCS Knowledge Centre (Knowledge Centre) : Operando desde 2016 sob a direção de um conselho independente, o Knowledge Centre foi estabelecido pela BHP e pela SaskPower com a atribuição de promover o entendimento global e a implementação da CCS de grande escala para reduzir as emissões globais de gases de efeito estufa. O Knowledge Centre fornece o know-how para a implementação de projetos de CCS de grande escala, bem como a otimização da CCS através dos aprendizados básicos tanto da instalação totalmente integrada de CCS da Represa Boundary 3, quanto do abrangente estudo da segunda geração da CCS, conhecido como o Estudo de Viabilidade da CCS em Shand. Para mais informações: https://ccsknowledge.com/

Para informações adicionais: Jodi Woollam, chefe de comunicações e relações com a mídia, jwoollam@ccsknowledge.com, Tel: +1-306-565-5956 / Cel: +1-306-520-3710

FONTE International CCS Knowledge Centre


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.