RELEASES EMPRESARIAIS

QUARTA-FEIRA, 5 DE DEZEMBRO DE 2018 - Horário 9:02
nbe
ECO/ PRNewswire - Pesquisa do ChildFund Brasil revela que programa de purificação de água reduziu número de atendimentos hospitalares no Vale do Jequitinhonha

SÃO PAULO, 5 de dezembro de 2018 /PRNewswire/ -- O ChildFund Brasil ? Fundo para Crianças, Organização de desenvolvimento social, realizou um estudo para medir o impacto da purificação de água no desenvolvimento das pessoas assistidas pelo projeto Água Pura para Crianças, que ajuda a fornecer água potável utilizando sachês purificadores. De acordo com o levantamento, o projeto contribuiu positivamente nas áreas atendidas, com base na redução da incidência de doenças transmitidas pela água por meio da utilização de água potável nas comunidades rurais.

"No Brasil, há mais de 35 milhões de pessoas sem o acesso ao abastecimento de água tratada. A doenças  causadas pela ingestão de água contaminada ainda é uma das principais causas  de mortes entre crianças e jovens de países em desenvolvimento. Além disso, a falta de água potável também contribui para vários desafios em uma comunidade como a educação infantil e desenvolvimento da família. Por isso, a importância de analisarmos os impactos causados por inciativas como o Água Pura para Crianças", afirma Gerson Pacheco, Diretor Nacional do ChildFund Brasil.

O projeto Água Pura para Crianças atende mais de 4 mil famílias ? aproximadamente 20 mil beneficiários -, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, desde 2014. Das pessoas atendidas, quase 6 mil são crianças e adolescentes, de 0 a 14 anos, nos municípios de Medina, Virgem da Lapa, Francisco Badaró, Coronel Murta, Berilo, Araçuaí, Chapada do Norte, Jenipapo de Minas e Comercinho.

As famílias assistidas pelo projeto recebem sachês purificadores que são colocados nas águas utilizadas para consumo e, por meio de processo próprio, seguido da decantação, retiram resíduos de impurezas para que a mesma possa ser consumida. O objetivo geral do Água Pura para Crianças é melhorar a qualidade de vida de cerca de 20.000 pessoas em comunidades rurais, por meio da redução da incidência de doenças transmitidas pela água, através do aumento da utilização de água potável.

O estudo avaliou os atendimentos hospitalares relacionados aos sintomas provocados pelo uso de água contaminada (classificados no Código Internacional de Doenças ? CID 10 ? A0 ao A009, B15 e B17.2). Praticamente todos os munícipios apresentaram melhoras significativas, analisando o período de 2014 a 2017. Para se ter ideia da evolução, a cada mil habitantes, o município de Virgem da Lapa reduziu de 7,8% para 0,1% o número de casos de atendimento hospitalares motivados por doenças associadas a qualidade da água. Chapada do Norte também se destacou na análise, diminuindo os casos de 0,7% para 0,3%. Outra região onde o projeto Água Pura para Crianças fez diferença foi Berilo, que no período, praticamente zerou os casos de pessoas atendidas em hospitais locais ? passando de 5,5% para 0%.



Ficha TécnicaOs procedimentos metodológicos utilizados para colher as informações que auxiliaram no estudo foram: 1. Análise dos dados de pesquisa de campo realizado pelo ChildFund Brasil; 2. Análise dos dados do Ministério da Saúde (Sistema SIH) referente aos atendimentos hospitalares motivados pelas doenças associadas à qualidade da água, classificados nos códigos do CID 10 (Código Internacional de Doenças); 3. Análise comparativa na evolução das doenças associadas à qualidade da água nas microrregiões, verificando o comportamento nos municípios assistidos e nos demais.

* Segundo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).

ImprensaDiego Outa ? diego.outa@ketchum.com.br

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/793801/ChildFund_Brasil_evolucao_graph.jpg  

FONTE ChildFund Brasil


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.