RELEASES EMPRESARIAIS

QUINTA-FEIRA, 27 DE JUNHO DE 2019 - Horário 9:08
nbe
ECO/ PRNewswire - De fake news à queda de credibilidade: pesquisa aponta desafios enfrentados pelo jornalismo atual

SÃO PAULO, 27 de junho de 2019 /PRNewswire/ -- Apesar do crescente número de desafios enfrentados pelos jornalistas ? de fake news e campanhas com informações erradas até redução de orçamentos de redações e mudanças nos algoritmos das mídias sociais? o Relatório de Situação de Mídia de 2019, realizado pela Cision - grupo ao qual pertence a PR Newswire -, aponta algumas descobertas otimistas.

Dois mil jornalistas de 10 países, incluindo o Brasil, participaram da pesquisa na qual, pelo segundo ano consecutivo, os entrevistados relataram uma redução na desconfiança do público em relação à mídia; 63% dos entrevistados sentiram perda de confiança do público este ano, uma redução em comparação aos 71%, de 2018 e 91%, de 2017.

Para a presidente da PR Newswire América Latina, Thaís Antoniolli, essa desconfiança vem, principalmente, em função da disseminação de fake news por meio de redes sociais. "As pessoas compartilham muita coisa sem checar a veracidade das informações", comenta.

No entanto, embora as fake news ainda sejam um problema, este ano elas não são os principais desafios do jornalismo. Questões relacionadas às mídias e recursos sociais lideraram a lista de problemas, especialmente nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido.

"Entretanto, as notícias não são tão ruins. Estamos encorajados para ver a redução continuada nas percepções de desconfiança do público em relação à mídia. Confiança é o principal tema dos resultados da pesquisa deste ano; de fato, ela parece estar atrelada ao futuro da indústria por muitos anos. Contar uma história confiável, informativa e relevante está sendo mais importante do que nunca, e os jornalistas estão utilizando os dados do público para entender melhor quais histórias criam movimento e rendimento e que os jornalistas devem buscar no ambiente da mídia hoje", explica Kevin Akeroyd, CEO da Cision.

O relatório deste ano foi o maior já realizado pela Cision em dez anos. Ele tem o objetivo de descobrir as principais questões que a indústria de mídia global está enfrentando em 2019, e como os profissionais de RP e comunicação podem trabalhar melhor com seus colegas jornalistas.

Outras conclusões importantes do relatório incluem:

Para os jornalistas, os três principais desafios globais são redes sociais e influenciadores ultrapassando as mídias tradicionais, recursos limitados e fake news (22%, 20% e 19%, respectivamente);Em 2018, a Cision perguntou para os entrevistados como o relacionamento desses jornalistas com os profissionais de RP mudou ao longo dos anos, e somente 9% haviam dito que essa relação tinha se tornado mais valorosa. Este ano, o número saltou para 27%;Os jornalistas continuam confiando cada vez mais nos dados para tomarem decisões sobre as histórias que eles vão focar. 65% dos jornalistas em nível global sentiram que métricas detalhadas do público, como visualizações e envolvimento, mudaram os tipos de conteúdo que eles publicam. 43% dos entrevistados focam principalmente em leitores ou visualizações, 20% focam em envolvimento, e 15% focam no impacto sobre os rendimentos; Os profissionais de RP e comunicação são parceiros valorosos dos jornalistas, especialmente neste turbulento ambiente de mídia. Entretanto, 75% dos jornalistas afirmaram que menos de 25% das propostas que eles estão recebendo são relevantes;As mídias sociais são tanto mais quanto menos importantes do que nunca. Devido à natureza volátil das mídias sociais em 2018, os jornalistas possuem sentimentos cada vez mais complexos sobre a importância das mídias sociais. 38% dos jornalistas entrevistados concordaram que a atualização dos algoritmos de mídias sociais - como mudanças no Feed de Notícias do Facebook - será a tecnologia mais importante com impacto em seu trabalho em 2019, que teve um aumento no ano passado. Esse impacto nem sempre é positivo, já que os jornalistas estão preocupados com a confiança das mídias sociais para a publicação de conteúdo.Para ler todo o Relatório de Situação de Mídia da Cision de 2019, clique aqui.

Sobre a Cision A Cision Ltd (NYSE: CISN) é líder global no fornecimento de softwares voltados à mídia e na prestação de serviços aos profissionais de relações públicas e comunicação de marketing. Os softwares da Cision permitem que os usuários identifiquem os principais influenciadores, veículos e distribuições de conteúdos estratégicos, e também que eles mensurem os impactos significativos. A Cision possui mais de 4 mil colaboradores em 22 países espalhados pelas Américas, EMEA e APAC. Para obter mais informações sobre seus premiados produtos e serviços, incluindo o Cision Communications Cloud®, visite www.cision.com e siga a Cision no Twitter @Cision.

Sobre a PR Newswire

A PR Newswire é pioneira mundial na indústria de distribuição de conteúdo direcionado a redes de notícias. Há três anos, a PR Newswire passou a integrar o grupo também norte-americano Cision, detentor de tecnologia e soluções de monitoramento de notícias. É a única empresa a oferecer soluções integradas para análise de mídia espontânea, baseadas em três pilares fundamentais: Monitoramento de Notícias, Distribuição de Conteúdo, e Mensuração de Resultados, trazendo a expertise global para o contexto local de mercado. Por meio de suas ferramentas, permite que os profissionais de Comunicação, Marketing e Business Intelligence ouçam as conversas a respeito de suas marcas e personas, identifiquem os principais influenciadores conectados ao seu público-alvo, criem e distribuam conteúdo estratégico, além de medirem o impacto dos resultados dessas ações em mídia espontânea. Para mais informações sobre a empresa, acesse: www.prnewswire.com.br

Informações à imprensa:Pitchcom Comunicaçãowww.pitchcom.com.br Daniela Penna - (11) 94145-6532 -  daniela.penna@pitchcom.com.brCarolina Cardoso - (11) 98423-8989 - carolina.cardoso@pitchcom.com.br

FONTE Cision


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.