RELEASES EMPRESARIAIS

SEXTA-FEIRA, 28 DE JUNHO DE 2019 - Horário 9:32
nbe
ECO/ PRNewswire - Huge Networks - Os 5 piores pesadelos das empresas sem mitigação DDoS

SÃO PAULO, 28 de junho de 2019 /PRNewswire/ -- Cada vez mais frequentes e temidos, os ataques DDoS (Distributed Denial of Service) podem ser acusados de muitas maldades na web, mas há que se concordar que, ao menos, são democráticos. Também chamados de "ataques de negação de serviço" já que, ao sobrecarregar sites e servidores online, torna-os temporariamente indisponíveis aos usuários, estas ofensivas virtuais não escolhem suas vítimas pelo porte da empresa ou por sua área de atuação: atingem a todos, grandes e pequenos, de forma igual.

Brincadeiras à parte, o assunto é dos mais sérios: muitos pequenos empresários acreditam que hackers ou cyber criminosos só têm olhos para as grandes corporações e, por conta disso, baixam a guarda da segurança cibernética de suas empresas e deixam de investir em soluções e parceiros que atuam na prevenção e defesa contra ofensivas virtuais. Um erro que, muitas vezes, pode ser fatal para os negócios.

Sim, os ataques que vão parar nas manchetes são aqueles que derrubam os serviços de gigantes como Twitter, Spotify, Airbnb, BBC e outros players globais (ainda que alguns não admitam que foram vítimas, não é mesmo, Facebook?) Mas, cientes da enorme quantidade de pequenas e médias empresas  no mercado, e também de sua vulnerabilidade, o número de casos tem crescido de forma exponencial nesse setor, afetando, a cada minuto, inúmeros websites, servidores e sistemas na web e tirando o sono (e o dinheiro) de muitos empreendedores que não se prepararam devidamente para esta ameaça cada vez mais real.

Já que prevenir é sempre melhor ? e mais barato - do que remediar, conheça 5 tragédias vividas por quem não investe em mitigação DDoS e como garantir que seu negócio não sofra com esses pesadelos.

Prejuízo Financeiro

Sim, pode parecer o efeito mais óbvio de um ataque, mas também não deixa de ser o mais doloroso. Empresas que constroem seus serviços baseados na web e dependem dela podem experimentar perdas de receita massivas em um eventual ataque de negação de serviço. Basta imaginar um e-commerce que se torna inacessível a seus visitantes: é como fechar as portas de uma loja física. Se ninguém entra, ninguém compra, certo?

O impacto, no entanto, vai muito além de lojas virtuais. Vale lembrar que, hoje em dia, toda a operação de muitas empresas depende exclusivamente de comunicações e estruturas "web based" que, uma vez inoperantes, paralisam as vendas e atividades físicas também. Lembre-se de quantas vezes você foi impedido de efetuar uma compra ou contratar um serviço de uma companhia simplesmente porque "o sistema caiu" ou ficou "fora do ar".

Durante um ataque DDoS, enviar um simples e-mail se torna impossível. Prazos de envio de documentos ou materiais são perdidos, pagamentos acabam atrasando, ocasionando juros e multas e ? acredite se quiser ? o valor de ações pode registrar queda. Em resumo: algumas horas de sistemas indisponíveis são suficientes para causar um estrago memorável no balanço financeiro do mês.

Marca arranhada

A competição entre empresas e serviços cresce a cada dia e nessa disputa diária pela preferência de clientes um dos principais diferenciais ? se não o principal - que uma marca pode oferecer é a sua credibilidade. Não é fácil conquistar a confiança do consumidor: trata-se de um processo árduo de construção de imagem e reputação, que envolve a excelência na prestação dos serviços, atendimento e suporte. Obviamente, muito dinheiro e esforços operacionais são investidos nesse sentido. No entanto, marcas são frágeis e delicadas. Qualquer arranhão pode ser extremamente complicado de se reparar. E quando uma empresa sofre um ataque de negação de serviço, o estrago institucional é enorme!

Ter suas operações inacessíveis faz com que tanto clientes finais quanto parceiros corporativos se questionem acerca da real capacidade técnica e administrativa da empresa, passando a enxergar aquela marca com desconfiança e distanciamento. Estratégias intrincadas de branding e ações de marketing podem ver seus resultados se dissolver rapidamente quando uma empresa simplesmente se torna incapaz de fazer aquilo que ela nasceu para fazer: vender seus produtos ou serviços. Pense nisso.

Diga adeus a Selos e Certificações

Sofrer um ataque de negação de serviços costuma significar que a vítima não estava corretamente preparada para se defender. O que leva à conclusão natural que, provavelmente, determinado website ou sistema não seja tão seguro quanto pensa que ser.  

É bom lembrar que muitos clientes e consumidores gostam de procurar ? e encontrar, é claro ? selos de segurança e certificações em seu website. Isso os faz sentir mais seguros e confiantes em contratar seus serviços e disponibilizar dados pessoais ou empresariais importantes em seu sistema. Perder estes carimbos de confiabilidade ? um risco que vítimas de ataques DDoS correm, já que os órgãos certificadores podem considerar seu ambiente digital inseguro ? pode afugentar clientes e parceiros de seus negócios.

Problemas Jurídicos

Deixar de prestar um serviço que foi contratado pelo cliente costuma, obviamente, ser interpretado como quebra de contrato. E pode ter certeza que, nas mãos de advogados astutos, algumas horas de serviços inacessíveis podem se transformar em anos de problemas jurídicos para qualquer companhia. O mais notável nessa história é que ninguém poderá acusar o cliente de estar agindo de má fé ou bancando o espertalhão: é necessário entender que ele contratou um serviço, pagou por ele e pouco lhe importa por quais problemas técnicos a empresa prestadora possa ter passado. Na verdade, isso importa sim, mas para os gestores da companhia. Quer garantir a paz e ficar longe dos tribunais? Comece já a montar sua estratégia de mitigação DDoS.

Atrair novos ataques            

Ataques DDoS bem-sucedidos podem ser a porta de entrada para novas e variadas investidas. Não são raros os casos de ladrões que voltam a assaltar a mesma residência ou empresa, tamanha a facilidade que encontrou para burlar a segurança do local. No mundo virtual, a mesma ideia também vale. Os mesmos malfeitores que perpetraram um ataque de negação de serviços contra sua empresa podem se sentir estimulados a retornar, dessa vez com outras intenções ainda mais catastróficas para seus negócios. Uma vez que a frágil cortina de segurança cibernética foi desvelada, prepare-se para se tornar alvo de mais agressões.

Do mesmo modo, vale lembrar que, muitas vezes, ataques DDoS são estágios iniciais de planos criminosos mais abrangentes. Se hackers percebem que a empresa sequer é capaz de mitigar um ataque desses, podem utilizá-lo como pano de fundo para outras ações como roubo de dados ou instalação de softwares maliciosos. Enquanto sua equipe está atarefada em retomar o funcionamento dos serviços e distraída em atender os clientes confusos com a queda do sistema, informações sigilosas podem estar sendo subtraídas sem que tal ação seja notada. Quando o plano vier à tona, com certeza será tarde demais para reverter. Empresas com estratégias de cyber segurança bem estabelecidas são logo identificadas nas primeiras tentativas de ataque e acabam por afugentar hackers mal intencionados, que partem em busca de alvos mais fáceis.

Se as situações relatadas acima também são verdadeiros pesadelos para você e sua empresa, é hora de organizar sua estratégia de defesa e buscar um parceiro especializado em segurança virtual que pode oferecer as melhores e mais modernas soluções em mitigação DDoS para seu negócio.

Contando com infraestrutura de servidores e datacenters em mais de 30 pontos do planeta, a Huge Networks é uma multinacional brasileira especializada em cybersegurança e performance na web, com um catálogo bastante amplo de mecanismos de prevenção e mitigação para os mais variados ataques DDoS (volumétricos, amplificação e exaustão). A companhia conta com tecnologia própria, fruto de desenvolvimento in-house, o que facilita a aplicação de recursos de defesa totalmente ajustados aos mais variados perfis de clientes, que ainda podem optar por soluções cloud-based, on-premise ou um sistema híbrido.

Além de toda essa autonomia tecnológica e de suas ferramentas inovadoras baseadas em deep-learning, sem depender de fornecedores ou equipes externas, a Huge Networks ainda oferece contato direto com seu próprio Departamento CSIRT (Computer Security Incident Response Team), uma equipe de experts disponíveis 24x7 com rápida resposta para casos de novas ameaças que demandam ajustes customizados ou configurações específicas. Com mais de 15 anos de experiência em segurança cibernética, a empresa protege mais de 1 milhão de usuários e assets na Internet, e está preparada para garantir a você e a seus negócios um sono tranquilo.

Contato: +55 (11) 3090-4441  

FONTE Huge Networks


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.