RELEASES EMPRESARIAIS

SEGUNDA-FEIRA, 29 DE JULHO DE 2019 - Horário 17:58
nbe
ECO/ PRNewswire - Qual é a melhor idade para iniciar os tratamentos dermatológicos?

SÃO PAULO, 29 de julho de 2019 /PRNewswire/ -- Cada indivíduo envelhece de uma forma diferente e individual. Mesmo assim, a idade acaba afetando nossa pele, desde sua camada mais profunda até a aparência de sua superfície. Geralmente, os primeiros sinais começam a se manifestar entre os vinte e trinta anos de idade e, a partir dessa época, perdemos 1% do nosso colágeno ao ano.

"A epiderme, camada mais superficial da pele, sofre atrofia e fica mais fina; a derme, sua porção média, passa pela diminuição e desorganização de suas fibras de colágeno e a hipoderme, camada mais profunda, tem suas células adiposas comprometidas, responsáveis pela regeneração e cicatrização dos tecidos", explica o dermatologista Dr. Thales Bretas.

Todas essas alterações ocasionadas pelo avanço da idade podem ser facilmente solucionadas por meio de tratamentos dermatológicos. Podemos utilizar os chamados bioestimuladores de colágeno, como o ácido poli-L-lático. De acordo com o Dr. Thales Bretas, o procedimento com a substância faz com que a pele fique firme, contribuindo na reposição do volume perdido ao longo dos anos. Uma vez injetado na pele, o ácido poli-L-lático (Sculptra) estimula a produção de colágeno, promovendo a restruturação da face e devolvendo a firmeza da pele.

O dermatologista explica que existem outros tratamentos, como aplicações de toxina botulínica, que amenizam as rugas dinâmicas e agem na musculatura da face, assim como preenchedores à base de ácido hialurônico, indicados para preencher sulcos como o bigode chinês. Também é possível associar tecnologias, como laser e peelings para tratar a textura da pele e melhorar manchas.

Segundo o Dr. Thales Bretas, o envelhecimento da pele está relacionado a fatores como pré-disposição genética, processos de ganho e perda de peso, exposição excessiva ao sol e ocupação de trabalho. Diante disso, não existe uma regra e nem idade certa para dar início a um tratamento anti-idade. "No geral, os pacientes procuram dermatologistas quando estão entrando na faixa dos 30 anos de idade, para que a pele receba os devidos cuidados antes que os primeiros sinais do envelhecimento se estabeleçam", comenta o dermatologista.

O médico ainda ressalta que tudo isso deve ser aliado a cuidados essenciais para manter a pele jovem e saudável, assim como para manter o organismo saudável como um todo: uma boa alimentação, a prática de exercícios físicos e hidratação. "Existem também os cuidados específicos com a pele, como utilizar o sabonete adequado e um creme hidratante todos os dias, fazer procedimentos estéticos o mais precocemente possível para que atuem na prevenção e usar filtro solar diariamente", finaliza o Dr. Thales Bretas.

Sobre a Galderma Presente em 100 países desde a sua fundação, em 1961 até o presente momento, a Galderma conta com um extenso portfólio dedicado ao tratamento de uma variedade de condições dermatológicas. A empresa se dedica também a promover parcerias com profissionais conceituados ao redor do mundo com o objetivo de atender as necessidades de médicos e pacientes durante todas as fases de suas vidas. A. Galderma é líder em pesquisa e desenvolvimento de soluções cientificamente definidas e medicamente comprovadas para a pele, cabelos e unhas. Para mais informações visite: http://www.galderma.com.br/

FONTE Galderma


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.