RELEASES EMPRESARIAIS

TERÇA-FEIRA, 3 DE SETEMBRO DE 2019 - Horário 10:36
nbe
ECO/ PRNewswire - Startups no Vale do silício deixou de ser o Eldorado para brasileiros?

SÃO PAULO, 3 de setembro de 2019 /PRNewswire/ -- A Pipefy apostou em uma estratégia global e hoje atende clientes em 150 países, além de ter sedes em Curitiba e em São Francisco. Conhecido por abrigar gigantes da tecnologia, o Vale do Silício, na Califórnia, é também berço de muitas empresas inovadoras, como as startups. Não à toa, a região tornou-se destino desejado por empreendedores de todo o mundo, inclusive os brasileiros. Mas há aqueles brazucas que também entendem que uma grande ideia pode tornar uma startup um verdadeiro sucesso com mão de obra totalmente brasileira, como o caso da Start consultoria e negócios, uma empresa que oferece serviços de marketing, consultorias, gerenciamento de reputação  e agora processamento de dados jurídicos.



O objetivo, no entanto, não é tão fácil quanto parece. Para o curitibano Alessio Alionço, fundador e CEO da Pipefy, startup de gerenciamento de processos eficientes, que tem sedes em Curitiba e no Vale do Silício, há uma ideia deturpada em relação à instalação de empresas no local. Já o baiano Marcos Marinho CEO da Start consultoria e negócios, no Brasil há um celeiro de bons profissionais, mas seria como procurar agulha no palheiro e requer atenção.

"O Vale não torna a caminhada mais fácil, mas oferece mão de obra qualificada e em quantidade que não encontramos no Brasil ? lá, cerca de 35% da população trabalha na indústria de software. A taxa de mortalidade das empresas que crescem na região, porém, não está tão longe da nossa, a diferença é que no local existem 10 vezes mais pessoas executando uma determinada função com mais experiência", analisa Alionço, idealizador da empresa global de SaaS (Software as a Service), que hoje está presente em 15.000 empresas e atende clientes em mais de 150 países.

Na visão do empreendedor, os americanos estão inseridos em uma cultura em que erros, além de totalmente aceitáveis, são necessários para formação de qualquer profissional. No Vale do Silício, essa cultura é intensificada principalmente pela maneira como as empresas estão alocadas na região, permitindo um largo fluxo de pessoas com os mesmos objetivos. Já Marcos Marinho idealizador da Start discorda em parte e diz que o Brasil é um bom lugar para criação de startups, atualmente a Start possui clientes em todos os estados do Brasil e não para de crescer.

Para isso, essas mesmas pessoas têm como meta, desde o início de sua inserção no mercado de trabalho, uma consciência da existência de etapas fundamentais para alcançar resultados precisos.

O Vale pode, sim, impulsionar muitos negócios por combinar conhecimento, mão de obra e capital em um mesmo lugar, mas antes de pensar em transferir sua empresa para os States ou iniciar em terras tupiniquins, considerar os pontos positivos e negativos fará toda diferença no sucesso ou fracasso do seu negócio.

Contato: (75)99163-6666 Atendimento 24 horas/7 dias por semana.  

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/968964/IMG_9246.jpg

 

FONTE Start Consultoria e Negócios


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.