RELEASES EMPRESARIAIS

SEXTA-FEIRA, 30 DE NOVEMBRO DE 2018 - Horário 13:50
nbe
ECO/ PRNewswire - Sandvik Coromant reúne indústria em São Paulo para discutir eficiência e conectividade

SÃO PAULO, 30 de novembro de 2018 /PRNewswire/ -- "Quando olhamos para a área de usinagem de uma indústria, nos deparamos com muitos desperdícios", disse Jeff Rizzie, diretor de Usinagem Digital para as Américas da Sandvik Coromant. O executivo participou de encontro, organizado pela empresa, na sede do SINFER/ABFA, em São Paulo, no último dia 27 de novembro. "Um dos problemas é que ainda armazenamos conhecimento de uma forma muito antiga: ainda temos que lembrar como fizemos algo pela última vez olhando em cadernos! Precisamos ser mais eficientes: atualmente, durante 60% do tempo, as máquinas de usinagem estão fazendo algo que não é a criação de um bom produto".

A empresa reuniu cerca de 20 empresários e representantes de associações baseadas no Brasil para mostrar novas soluções que estão transformando o mercado de bens de capital e a indústria metalmecânica, óleo e gás, automotiva, aeroespacial, entre outras. O evento "Digitalização na Indústria ? soluções que lideram e conectam", capitaneado pelo presidente da Sandvik Coromant Brasil - Claudio Camacho - também recebeu Sean Holt, presidente da companhia para as Américas e Horacio Aragonés Forjaz (Relações Institucionais da FAPESP). "A ideia não é fazer uma apresentação sobre indústria 4.0, mas reunir pessoas de destaque que têm o mesmo objetivo: trazer essa usinagem digital para o nosso dia a dia. É a oportunidade de criar um grupo de discussão", comentou Camacho.  

Para o jornalista Renato Cruz, especializado em tecnologia e presente no evento, "a indústria 4.0 engloba aspectos de uma empresa por inteiro, é uma mudança cultural, e não só de tecnologia". Ele mostrou números da consultoria McKinsey que apontam que 50% das atividades performadas por seres humanos hoje podem ser feitas por robôs.

Na avaliação de Horácio Forjaz "a indústria 4.0 é um plano de origem alemã envolvendo setores público e privado com o objetivo de manter a competitividade da indústria, gerar emprego e preservar qualidade de vida desse país que envelhece".

Por isso, uma das tônicas da Sandvik Coromant durante o encontro foi também a necessidade de mais agilidade. "Estamos investindo em novas instalações para dar força a essa nossa mensagem digital. Concordo com Jeff quando ele comenta que precisamos pensar grande, mas começar pequeno e fazer as coisas rapidamente. Mas para o Brasil não é necessário mover-se rápido, mas mover-se agora", concluiu Sean Holt.

Informações para imprensa:Teresa Silva (11) 3030-9463

FONTE Sandvik Coromant


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.