RELEASES EMPRESARIAIS

TERÇA-FEIRA, 29 DE OUTUBRO DE 2019 - Horário 9:26
nbe
ECO/ PRNewswire - Symbio irá equipar os veículos utilitários elétricos Renault com extensor de autonomia de hidrogénio

PARIS, 29 de outubro de 2019 /PRNewswire/ -- A 22 de outubro, o Grupo Renault anunciou o lançamento do KANGOO Z.E. Hidrogénio no fim de 2019 e do MASTER Z.E. Hidrogénio em 2020. Symbio, uma subsidiária do Grupo Michelin e no centro de uma joint-venture que está a ser fundada com a Faurecia, tem o orgulho de equipar estes dois modelos elétricos a bateria com um extensor de autonomia de hidrogénio. Esta solução de carregamento duplo permite que os gestores de frota otimizem as suas operações e controlem o seu custo total de propriedade (TCO).

 

 

KANGOO Z.E. Hidrogénio e MASTER Z.E. Hidrogénio equipados pela Symbio. Produto de uma parceria de longa duração entre o Grupo Renault e a Symbio, o lançamento do KANGOO Z.E. Hidrogénio (fim de 2019) e do MASTER Z.E Hidrogénio (durante 2020) foi anunciado a 22 de outubro. «As nossas equipas trabalham desde 2014», explicou Fabio Ferrari, CEO da Symbio.

Bateria + hidrogénio = uma solução com zero emissões poluentes perfeitamente adaptada a uma utilização em veículos profissionais. Estes veículos estão equipados com um sistema de hidrogénio baseado no StackPack S da Symbio, o extensor de autonomia concebido com base numa célula de combustível de hidrogénio de 5 kW. Com uma bateria de 33 kWh, as suas capacidades para todas as estações permitem que os veículos alcancem autonomias reais de 370 km* (KANGOO Z.E Hidrogénio) e 350 km* (MASTER Z.E Hidrogénio). Complementando o método de carregamento com terminal elétrico tradicional, estes veículos podem ser abastecidos com hidrogénio em apenas alguns minutos. «Com esta opção de carregamento duplo, os gestores de frota podem otimizar as suas operações ao tirar proveito de um carregamento elétrico bastante competitivo e de um carregamento de hidrogénio bastante flexível», explicou Fabio Ferrari.

Opções de integração focadas no utilizador. No KANGOO Z.E Hidrogénio, a arquitetura de integração selecionada com o fabricante permite a manutenção de um volume de carga de 3,9 m3, bem como a capacidade de carga de uma palete tradicional. No MASTER Z.E Hidrogénio, a integração escolhida permite que o veículo mantenha o seu volume de carga atual.

Symbio, a caminho de uma produção em larga escala. A chegada destes dois modelos à rede de distribuição europeia da Renault significa que, no futuro, podem ser comprados, conservados e utilizados como qualquer outro veículo utilitário. «Estes são pré-requisitos essenciais para a conversão em massa das frotas, em linha com o nosso objetivo de aumentar a produção e reduzir os custos», salientou Fabio Ferrari. A Symbio pretende alcançar níveis de produção de 200 000 StackPacks por ano em 2030.

*a aguardar certificação WLTP

Logo: https://mma.prnewswire.com/media/973146/Symbio_Logo.jpg

Contactos

Fabiola Flex - fabiola.flex@symbio.one - +33622853985

 

FONTE Symbio FCell


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.