RELEASES EMPRESARIAIS

QUARTA-FEIRA, 6 DE NOVEMBRO DE 2019 - Horário 4:58
nbe
ECO/ PRNewswire - Mainstream Renewable Power fecha acordo de financiamento de energia eólica e solar de US$ 580 milhões no Chile

DUBLIN, 6 de novembro de 2019 /PRNewswire/ -- A empresa global de desenvolvimento de energia eólica e solar, Mainstream Renewable Power ("Mainstream" ou "a empresa"), chegou ao fechamento financeiro da primeira fase de sua plataforma de geração de energia eólica e solar totalmente contratada, no Chile, a gigante de 1,3 GW, "Andes Renovables", da qual é proprietária integral.



A empresa angariou com êxito US$ 580 milhões em dívidas para financiar a construção da primeira fase do que será uma das maiores plataformas de geração de energia eólica e solar da América Latina.

O financiamento foi concedido por um consórcio de seis bancos: CaixaBank, DNB, KfW IPEX-Bank, Natixis, SMBC e Societe Generale, e é um dos maiores acordos de financiamento de dívida de energia renovável realizados na região este ano. O sétimo banco, o Banco Santander, forneceu o VAT facility (financiamento das obrigações fiscais).

A primeira fase, de 571 MW da Andes Renovables, chamada "Cóndor", é composta por três ativos de geração de energia eólica e uma de energia solar fotovoltaica. A construção já está em andamento, e os ativos começarão a ser comercializados em 2021. Eles gerarão energia elétrica sustentável suficiente para abastecer 680.000 residências chilenas e substituirão 656.000 toneladas métricas de CO2 por ano.

A Andes Renovables é uma plataforma de geração eólica e solar de três fases, de US$ 1,7 bilhão, composta por sete ativos de geração eólica e três de energia solar fotovoltaica. "Huemul" e "Copihue", as duas próximas fases, com capacidade combinada de cerca de 730 MW, terão seu fechamento financeiro nos próximos meses.

Os novos parques eólicos serão construídos pela Sacyr Industrial and Elecnor, com a Vestas, a Nordex Acciona e a Siemens Gamesa fornecendo as turbinas eólicas. A Sterling & Wilson foi selecionada para construir a fazenda solar Río Escondido, enquanto a conexão à rede será executada pelas empresas Transelec, CGE, HMV e Siemens. Os quatro principais transformadores de potência dos projetos serão fornecidos pela ABB.

Andy Kinsella, diretor executivo do Grupo Mainstream, disse: "A inovação na plataforma Andes Renovables de 1,3 GW da Mainstream é um marco importante em nosso compromisso de longo prazo de levar a geração de energia limpa e de baixo custo ao Chile. O início da entrega deste projeto de US$ 1,7 bilhão, em três fases, uma das maiores plataformas de geração de energia eólica e solar da América Latina, é mais uma evidência da posição da Mainstream de líder mundial em empreendimentos independentes de fontes renováveis, com 9 GW de ativos em empreendimentos na América Latina, África e no sudeste Asiático. O anúncio de hoje será, em breve, seguido pelo fechamento financeiro e início da construção da segunda e terceira fases da Andes Renovables nos próximos meses".

Manuel Tagle, gerente geral da Mainstream na América Latina, afirmou: "Temos muito orgulho de liderar a descarbonização do sistema elétrico do Chile e de baixar o preço da geração de energia no país. O anúncio de hoje sobre o fechamento financeiro da Cóndor é especialmente significativo, uma vez que esses quatro novos projetos deslocam, juntos, mais de 656.000 toneladas métricas de CO2 por ano. Além disso, com 2,7 GW adicionais de oleoduto de desenvolvimento de energia eólica e solar, o mais geograficamente diversificado no país, estamos comprometidos em contribuir ainda mais nas próximas décadas".

Em 2016, a Mainstream venceu o maior leilão de eletricidade neutro em tecnologia que já aconteceu no Chile, arrematando 27% da capacidade total alocada. A Comissão Nacional de Energia do Chile concedeu à Mainstream um contrato de 20 anos em dólar, indexado a índice, para fornecer 3.366 GW-hora de energia firme a partir de 2021. A Mainstream também forneceu 332 MW adicionais de geração eólica no Chile, por meio da plataforma Aela, com seu parceiro de joint venture, a Actis, entregando seu primeiro parque eólico para operações comerciais em 2014.

Notas aos editores:

Informações detalhadas sobre o projeto

Fase

Nome

MW eólico onshore 

MW solar FV 

Operação comercial 

1

Cóndor

3 ativos (426 MW)

1 ativo (145 MW)

2021

2+3

Huemul e Copihue

4 ativos (525 MW)

2 ativos (205 MW)

2021 e 2022

Fase um ? Cóndor

Nome do ativo 

Tecnologia 

Capacidade em MW 

Região 

Operações comerciais

Fornecedor de equipamentos 

Contratante da obra 

Tchamma

Energia eólica onshore

157

Antofagasta

2021

Siemens Gamesa

SacyrIndustrial

Cerro Tigre

Energia eólica onshore

185

Antofagasta

2021

Vestas

Elecnor

Alena

Energia eólica onshore

84

Biobío

2021

NordexAcciona

SacyrIndustrial

RíoEscondido

Solar FV

145

Atacama

2021

Contrato de EPC completo:

Sterling & Wilson

571 MW

Sobre a Mainstream Renewable Power

A Mainstream Renewable Power é a única desenvolvedora independente do mundo de ativos de energia eólica e solar em grande escala com presença global. Seu foco é ter um portfólio de alta qualidade, de mais de 9 GW de ativos eólicos e solares na América Latina, África, Ásia-Pacífico e no setor eólico offshore no mundo todo.

A Mainstream já entregou mais de 800 MW de ativos eólicos e solares em operações comerciais e, atualmente, está construindo mais 1,5 GW na América Latina e África.

No Chile, a Mainstream é proprietária integral de 1,3 GW de projetos eólicos e solares totalmente contratados, que começarão suas operações comerciais a partir de 2021. Na África, a empresa entregou 600 MW de ativos eólicos e solares em operações comerciais na África do Sul e, atualmente, tem 250 MW de ativos eólicos em construção na região. Por meio de sua joint venture Lekela Power, na África, tem 410 MW de ativos eólicos em construção no Senegal e no Egito.

A Mainstream é líder mundial no desenvolvimento de usinas eólicas offshore. Desenvolveu com sucesso 3,5 GW em projetos eólicos offshore no Reino Unido, do conceito inicial à aprovação, e até a etapa de estar pronta para a construção, o que inclui o maior parque eólico offshore do mundo, os projetos Hornsea 1 e Hornsea 2, que estão sendo construídos no Reino Unido.

O Soc Trang de 800 MW da Mainstream, no Vietnã, é o maior empreendimento de energia eólica renovável offshore do sudeste asiático. A empresa assinou um acordo com a Eni, empresa global de energia, para colaborar em potenciais empreendimentos de energia renovável na África e no sudeste asiático, com foco inicial na 4ª rodada offshore do Reino Unido.

A Mainstream já angariou mais de 2,1 bilhões de euros em financiamento de projetos e tem 260 funcionários em cinco continentes.

www.mainstreamrp.com 

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/686512/Mainstream_Renewable_Power_Logo.jpg

Contato: Emmet Curley, diretor de comunicações e posicionamentoTelefone: +353 86 2411 690E-mail: emmet.curley@mainstreamrp.com 

 

FONTE Mainstream Renewable Power


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.