RELEASES EMPRESARIAIS

SEXTA-FEIRA, 29 DE NOVEMBRO DE 2019 - Horário 11:04
nbe
ECO/ PRNewswire - INC: maior consumo de oleaginosas pode ajudar a evitar declínio cognitivo em idosos

REUS, Espanha, 29 de novembro de 2019 /PRNewswire/ -- Um estudo recente financiado pelo INC, publicado na Molecular Nutrition & Food Research[1], mostrou que uma ingestão elevada de oleaginosas pode ajudar a proteger os idosos do declínio cognitivo.

 

 

Uma equipe de pesquisadores estudou, durante um período de três anos, se uma dieta rica em oleaginosas pode ajudar a proteger contra o declínio cognitivo relacionado com a idade.

Um total de 119 participantes de idade igual ou superior a 65 anos e com quadro de demência foi selecionado com base no coorte do InCHIANTI, um estudo populacional representativo de idosos residentes em Chianti, na Itália. Os participantes foram selecionados com base em sua ingestão de oleaginosas: consumidores que não ingerem oleaginosas e consumidores regulares de oleaginosas (? 2,9 g/dia).

A exposição às oleaginosas foi medida no início do estudo com um questionário validado de frequência alimentar ou com uma ferramenta analítica para a caracterização de compostos fenólicos. Além disso, o declínio cognitivo foi medido por meio do teste Mini Exame do Estado Mental.

Os pesquisadores descobriram que, de 119 indivíduos, 38 participantes tiveram declínio cognitivo ? 28 do grupo de não consumidores de oleaginosas e 10 do grupo de consumidores de oleaginosas. O consumo de oleaginosas estimado pelo marcador dietético ou pelo modelo de marcador urinário foi associado a um menor declínio cognitivo em ambos os casos.

"O uso de um painel de metabólitos fornece informações precisas e suplementares sobre a exposição a oleaginosas e reforça os resultados obtidos usando informações dietéticas", declara o professor Andrés-Lacueva, do programa ICREA Academia da Universidade de Barcelona, líder de grupo do Centro de Pesquisa Biomédica em Rede sobre Fragilidade e Envelhecimento Saudável (CIBERFES) e principal pesquisador do estudo.

O estudo foi apoiado pelo INC.

Sobre o International Nut & Dried Fruit Council 

O INC é a organização de cúpula internacional para a indústria de oleaginosas e frutas secas. Entre seus membros, estão mais de 800 empresas do setor de oleaginosas e frutas secas de mais de 80 países. Os membros do INC representam mais de 85% do valor comercial mundial de oleaginosas e frutas secas direto do produtor. A missão do INC é estimular e facilitar o crescimento sustentável da indústria global de oleaginosas e frutas secas. O INC é uma organização internacional líder em saúde, nutrição, estatística, segurança alimentar e normas e regulamentos internacionais sobre oleaginosas e frutas secas.

[1] Rabassa, M., Zamora-Ros, R., Palau-Rodriguez, M., Tulipani, S., Miñarro, A., Bandinelli, S., ? Andres-Lacueva, C. (2019). Habitual Nut Exposure, Assessed by Dietary and Multiple Urinary Metabolomic Markers, and Cognitive Decline in Older Adults: The InCHIANTI Study (Exposição Habitual a Oleaginosas, Avaliada por Marcadores Dietários e Metabolômicos Urinários Múltiplos, e Declínio Cognitivo em Adultos Idosos: O Estudo InCHIANTI). Molecular Nutrition & Food Research, e1900532.

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1036636/Nuts_and_Cognitive_Decline.jpgLogo: https://mma.prnewswire.com/media/1036637/INC_Logo.jpg  

 

 

Contato com a imprensa: e-mail press@nutfruit.org e telefone +34-977-331-416.

 

FONTE INC International Nut and Dried Fruit Council


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.