RELEASES EMPRESARIAIS

QUARTA-FEIRA, 29 DE JULHO DE 2020 - Horário 13:16
nbe
ECO/ PRNewswire - Da Conferência Internacional da Alzheimer's Association de 2020: o impacto da COVID-19 e da pandemia global na pesquisa sobre a doença de Alzheimer, cuidados de longo prazo e o cérebro

CHICAGO, 29 de julho de 2020 /PRNewswire/ -- A COVID-19 e a pandemia global causaram significativa disrupção em todos os aspectos da vida, incluindo a pesquisa clínica sobre a doença de Alzheimer em todo o mundo. O impacto da COVID, a quarentena e o medo e isolamento resultantes estão causando problemas, mas também impulsionando inovação sem precedentes. A urgência de fazer avanços científicos na doença de Alzheimer e outras demências é ainda tão alta que precisamos considerar como podemos retomar, continuar e mesmo acelerar a pesquisa clínica com segurança. O ambiente no qual nos encontramos nos permite estabelecer maneiras criativas e inovadoras para avançarmos alguns estudos com segurança.

De acordo com a Alzheimer's Association dos Estados Unidos, as instalações para cuidados de longo prazo, seus funcionários e residentes estão passando por uma crise devido à falta de transparência e a inabilidade de acessar a testagem necessária, dados e informações precisas. Conforme algumas estimativas, mais de 59.000 residentes e funcionários morreram com o coronavírus em casas de repouso e outras comunidades de cuidados de longo prazo. A Alzheimer's Association está defendendo mudanças importantes e acessíveis, através de recomendações de políticas, para ajudar as famílias e também os fornecedores de cuidados profissionais.

Uma robusta discussão na Conferência Internacional da Alzheimer's Association (Alzheimer's Association International Conference)® (AAIC®) de 2020 incluiu especialistas da Alzheimer's Association, Colégio de Medicina da Universidade de Kentucky, Centro Médico da Universidade Rush e Centro de Saúde da Universidade do Texas de San Antonio discutindo suas experiências profissionais e pontos de vista sobre estes tópicos evolutivos e provocativos:

O impacto da pandemia nos estudos de pesquisas sobre a doença de Alzheimer O que sabemos sobre o impacto do coronavírus no cérebro e na cognição. Os devastadores efeitos nas pessoas com demência em instalações residenciais de cuidados, e as recomendações de políticas de longo prazo da Alzheimer's Association. As disparidades de saúde que a pandemia está colocando em alta evidência, que também afetam fortemente as pessoas com demência e suas famílias.Houve um anúncio da Alzheimer's Association de um novo estudo de pesquisa para rastrear globalmente e compreender o impacto de longo prazo da exposição do novo coronavírus no cérebro.

"A Alzheimer's Association tem orgulho de anunciar o lançamento de um novo estudo de pesquisa internacional para rastrear globalmente e compreender o impacto de longo prazo da exposição do novo coronavírus no cérebro, incluindo cognição, comportamento e função", disse Maria C. Carrillo, Ph.D., executiva-chefe de ciência da Alzheimer's Association. "Cientistas de mais de 30 países desejam participar, e a Organização Mundial de Saúde está fornecendo assistência técnica enquanto levamos adiante esta importante colaboração. Para construir uma base sólida para essa pesquisa, iremos nos alinhar com estudos já existentes ? tais como o Framingham Heart Study ? e clínicos de todo o mundo sobre como os dados são medidos e coletados. Para melhor entendermos o impacto do vírus no cérebro, consideraremos colaborações de estudos cruzados".

Citações adicionais de Maria C. Carrillo, Ph.D., executiva-chefe de ciência da Alzheimer's Association

"Provavelmente, a demência não aumenta o risco para a COVID-19, da mesma forma que a demência não aumenta o risco da gripe. Porém, comportamentos relacionados com a demência, dificuldade em seguir protocolos de segurança, idade avançada e condições comuns de saúde ,as quais frequentemente acompanham a demência, podem aumentar o risco".

"Existe uma série de fatores comportamentais, sociais, biológicos e ambientais que influenciam o estado de saúde. Os determinantes a seguir estão aumentando o impacto da crise da COVID-19:

 Falta de acesso a habitação estável, transporte, e recursos para a melhoria da saúde podem tornar difícil seguir as precauções necessárias para prevenir a contração da COVID-19 ou para procurar por tratamento no caso de ficarem doentes. Tipos de trabalho, bem como as políticas dos ambientes de trabalho, podem influenciar o risco da COVID-19. Trabalhadores sem licença paga mais provavelmente continuarão a trabalhar estando doentes. Isso pode aumentar a exposição à COVID -19 ou expor outros ao vírus. Falta de acesso a plano de saúde e cuidados com a saúde acessíveis"."A pandemia da COVID-19 continua a criar desafios adicionais para pessoas que vivem com Alzheimer e com todas as demências, suas famílias e cuidadores. Estabelecimentos de cuidados de longo prazo são especialmente impactados. De acordo com algumas estimativas, mais de 59.000 residentes e funcionários morreram com o coronavírus em casas de repouso e outras comunidades de cuidados de longo prazo. A Alzheimer's Association está apelando para que os formadores de políticas estaduais e federais implementem novas soluções de políticas que tratem das questões imediatas e de longo prazo que impactam as instalações de cuidados durante a pandemia da COVID-19".

O impacto da COVID-19 e da pandemia global na pesquisa sobre a doença de Alzheimer, cuidados de longo prazo e o cérebro: um painel de discussão na AAIC 2020 para jornalistas sobre a COVID-19 , a pandemia global e seu impacto na doença de Alzheimer e outras demências. O evento apresentou:

Maria C. Carrillo, Ph.D., executiva-chefe de ciência, Alzheimer1s Association. Gregory A. Jicha, M.D., Ph.D., Colégio de Medicina da Universidade de Kentucky. diretor da Unidade de estudos clínicos do Centro da Doença de Alzheimer; diretor associado e diretor do núcleo clínico, Centro da Doença de Alzheimer do Reino Unido. Neelum T. Aggarwal, M.D., neurologista sênior, Núcleo Clínico do Centro da Doença de Alzheimer da Rush; diretor de pesquisas, Centro para Mulheres Rush Heart do Centro Médico da Universidade Rush. Beth Kallmyer, M.S.W., vice-presidente, cuidados e suporte, Alzheimer's Association. Gabriel A. de Erausquin, M.D., Ph.D., M.Sc., Escola de Medicina Long, UT Health San Antonio. Distinto professor de neurologia da Zachry Foundation, Instituto de Alzheimer e Distúrbios Neurodegenerativos Glenn Biggs.Links para recursos relacionados com a COVID-19 da Alzheimer's Association 

COVID-19 página de recursos  COVID-19 dicas para cuidadores de pessoa com demência Recomendações para proteção de pessoas em estabelecimentos de cuidados de longo prazo  COVID-19: exposição de disparidades na saúde  Webinars para pesquisadores: o impacto da COVID-19 A Conferência Internacional da Alzheimer's Association (AAIC) é a maior reunião mundial de pesquisadores de todo o mundo, focalizada na doença de Alzheimer e outras demências. Cm parte do programa de pesquisas da Alzheimer's Association, a AAIC serve como catalisador para a geração de novo conhecimento sobre a demência e estímulo de uma comunidade vital e colegial de pesquisa.

Página inicial da AAIC 2020: www.alz.org/aaic/Sala de imprensa da AAIC 2020: www.alz.org/aaic/pressroom.aspHashtag da AAIC 2020: #AAIC20

A Alzheimer's Association lidera o caminho para a eliminação da doença de Alzheimer e todas outras demências ? acelerando a pesquisa global, impulsionando a redução do risco e detecção precoce e maximizando cuidados e suporte de qualidade. Nossa visão é um mundo sem Alzheimer e todas as outras demências. Visite o endereço www.alz.org ou ligue para a linha de assistência 24 horas, sete dias por semana 800.272.3900.

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1219566/AAIC_2020_Logo.jpg

FONTE Alzheimer's Association


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.