RELEASES EMPRESARIAIS

QUINTA-FEIRA, 29 DE OUTUBRO DE 2020 - Horário 16:56
nbe
ECO/ PRNewswire - COVID-19 - Retomada do setor imobiliário surpreende

RIO DE JANEIRO, Brasil, 29 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- Com a disseminação do novo coronavírus todas as atividades foram impactadas em meio ao alto grau de incerteza, corroborando principalmente para o declínio das atividades econômicas em todo mundo e principalmente no nosso país. O setor imobiliário que, vinha de um início de ano bastante forte, sofreu imediatamente o impacto da pandemia.

No entanto, passados mais de seis meses a realidade das atividades imobiliárias sugere uma considerável recuperação, inclusive se destacando sobre todas as atividades econômicas de um modo geral e capitaneando a retomada econômica no Brasil. 

Dados do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) apontam que, no mês de julho, o volume de financiamento imobiliário atingiu R$ 9,27 bilhões. O aumento foi de 30%, se comparado ao mês de maio e de 53% em relação ao mesmo período do ano passado.

Diversos fatores favorecem a ocasião para o mercado imobiliário no Brasil, mesmo durante a pandemia. Além de se tratar de um investimento seguro, o bom momento vivido pelo mercado imobiliário no Brasil ocorre pela reinvenção do setor durante a pandemia, principalmente no que diz respeito às visitas a decorados que, por exemplo, passaram ser realizadas de maneira individualizada (garantindo a segurança e saúde das pessoas), também pela aposta em tours virtuais; e a mais importante de todas que foi a impulsão motivada pela queda da taxa básica de juros (Selic), que alcançou o patamar mais baixo da história proporcionando ampliação do crédito com suporte do governo.

Em meados de agosto, o Comitê de Política Monetária do Banco Central reduziu a Selic para 2% ao ano. Isso significa que os juros do país nunca estiveram tão baixos.

O empresário Wilson Borges Pereira IV acredita que a redução dos juros foi o protagonista a manter o segmento aquecido, para ele: "As linhas de crédito facilitadas para o setor dão mais força para puxar a retomada desse mercado, e as vendas confirmam. Percebo também um otimismo sobre o mercado imobiliário com a inovação no processo de vendas, aliada ao fato de as pessoas estarem buscando um investimento seguro no momento".

Estudos do setor imobiliário sobre o novo comportamento do consumidor revelam que a pandemia fez com que as pessoas criassem uma nova relação com seus lares ou outros bens imobiliários, e que agora as características dos imóveis também têm tido um grande impacto na busca por um imóvel procuram ambientes preparados, com todos os espaços integrados com lazer, jardim, locais adaptados para pets, varanda e locais destinados para home office. Além disso, as pessoas estão priorizando imóveis com vizinhança mais próxima de comércios e serviços.

Fonte: Wilson Borges Pereira IV

FONTE Wilson Borges Pereira IV


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.