RELEASES EMPRESARIAIS

QUINTA-FEIRA, 12 DE NOVEMBRO DE 2020 - Horário 19:18
nbe
ECO/ PRNewswire - Grupo Reabre: Juros abusivos praticados pelo mercado

Juros abusivos praticados pelo mercado - Finanças, dito por Walter Daniel do Grupo Reabre.

Como evitar e negociar as cobranças de juros abusivos.

SÃO PAULO, 12 de novembro de 2020 /PRNewswire/ -- A prática do elevado percentual de juros cobrado pelas instituições financeiras Brasileiras em casos de empréstimos de dinheiro é considerada abusiva e vem sendo combatida por diversas instituições sérias na defesa do consumidor.

[|https://mma.prnewswire.com/media/1333560/Foto.html]

As taxas de juros extorsivas são, muitas vezes, encobertas por distorções de informação, por falta de informações ou outros tipos de disfarce nos contratos.

O elevado percentual que compõem os juros é considerado ilegal quando supera a taxa média de mercado praticada na ocasião da assinatura do contrato em questão, se cobrada acima de um valor máximo previsto pelo Banco Central do Brasil.

Esse tipo de juros 'camuflados' estão comumente associados a empréstimos bancários, cartões de crédito, financiamentos de automóveis, casas e bens e outras movimentações que envolvam finanças, mas o que muitas pessoas não sabem é que os juros abusivos são um problema evitável.

Por isso, a fim de preservar sua saúde financeira, é importante o consumidor identificar se as taxas de juros e cobranças em contratos estão mais elevadas do que deveriam.

Para tanto, ao contratar um empréstimo, financiamento ou solicitar crédito para as instituições financeiras, os clientes devem sempre consultar a taxa de juros dos contratos, e caso, o consumidor se depare com essa prática ilegal, é possível (e indicado) negociar com as instituições a fim de revisar os termos e conseguir a redução das taxas em qualquer tipo de contrato (desde empréstimos, dívidas com cartões, financiamentos e outros).

Para ter sucesso numa negociação amigável o ideal é ter o amparo de uma empresa séria e capacitadas para tal, para que esse tipo de serviço seja feito sempre com respaldo jurídico.

O Grupo Reabre , por exemplo, é uma assessoria recuperadora de crédito e atua na melhoria da saúde financeira de seus clientes físicos ou jurídicos. Especialistas do Grupo Reabre ressaltam sobre certos pontos que podem ser a chave nas negociações e atentam para a importância de uma ajuda profissional para a negociação da redução das taxas de juros.

Fator que pode ser determinante nas tentativas de conversas até chegar a um acordo das dívidas no âmbito extra-judicial, promovendo amigavelmente a redução dos valores cobrados como melhor forma de extinguir os juros abusivos.

Além desse apoio profissional para as negociações, é importante ter sempre à mão ferramentas como o laudo técnico contábil, elaborado por um perito, pois prova através de dados técnicos e científicos, os valores incontroversos contidos nos contratos de financiamento, sendo possível demonstrar todos os pontos que devem ser revistos para propor valores justos em acordo com o Código de Defesa do Consumidor.

Em último caso é possível atuar na defesa do processo através de execução judicial, ingressando com uma ação revisional do contrato, tendo como finalidade não apenas a preservação do legado patrimonial, mas também como forma de promover a justiça em relação às diversas práticas ilegais promovidas pelas instituições.

Sobre o Grupo Reabre

O Grupo Reabre é uma assessoria recuperadora para as empresas brasileiras que buscam a melhoria da saúde financeira elaborando planos de recuperação de crédito, com atuação em todo território Brasileiro.

O Grupo Reabre incorpora o IPDESP , conceituado por ser o Instituto de defesa e proteção de empresas de São Paulo , que atua nas discussões com os bancos, e na regularização do nome perante os órgãos de proteção ao crédito, e também atuando no estudo tributário, e em tudo que esteja relacionado às empresas de qualquer porte.

O IBRAM- Instituto Brasileiro de Mutuários - que sempre esteve engajado no mundo imobiliário seja para empresas, ou seja, para pessoas físicas, fazendo valer o direito dos mutuários e consumidores com o fim de promover o equilíbrio e a justiça nos contratos de financiamentos imobiliários.

Fonte: Grupo Reabre

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1333560/Foto.jpg

FONTE Grupo Reabre


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.