RELEASES EMPRESARIAIS

SEGUNDA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2020 - Horário 12:01
nbe
ECO/ PRNewswire - Como a Iteris astá ajudando a mudar o perfil das empresas de TI no Brasil

SÃO PAULO, 14 dezembro de 2020 /PRNewswire/ -- Há 11 anos, a Iteris era mais uma startup brasileira de TI, cheia de ideias e sonhos. Uma estreante em um segmento já inovador por natureza. Para sair do lugar comum, a aposta foi desenvolver um modelo que não fosse personalista, como a grande maioria das empresas do setor. A estratégia foi inserir os colaboradores na agenda de crescimento da empresa e adotar uma mentalidade de gestão de longo prazo, orientada para o relacionamento e o desenvolvimento de negócios dos clientes.



"Já nascemos em meio à uma mudança do mercado de TI, que passa pelo perfil da força de trabalho, pelo rápido desenvolvimento tecnológico e pela forte demanda de soluções ligadas à transformação digital", explica Marcelo Santos, sócio e um dos fundadores da Iteris. Segundo ele, as empresas de TI, de forma geral, têm um perfil operacional e de curto prazo. "Por isso, sempre buscamos ser o oposto disso", completa. Ele avalia que TI está deixando de ser uma área técnica, para assumir um status estratégico nas organizações. "Tudo está se tornando TI no mundo - da vida pessoal e cotidiana à realidade corporativa. TI passou a ser agenda de C-levels", completa.

Desde o início, o modo Iteris de operar despertou o interesse de grandes marcas. E já no início, vieram os primeiros grandes clientes, a maioria deles líderes de seus mercados. Hoje, já são mais de 100, entre eles, Rede, Aché, Pfizer, Easynvest, Alelo, Comgás, Embraer, Votorantim, Braskem, Suzano, Cosan, Via Varejo. Entre os serviços prestados estão data science, cloud manager, gestão de projetos, business discovery, concepção de produto, transformação digital e automação de processos.

A empresa deverá encerrar 2020 com um faturamento de cerca de R$ 100 milhões. Hoje, se prepara para outra aventura: ser novamente uma startup para ganhar o mercado de TI nos Estados Unidos, um dos mais desenvolvidos e disputados no mundo. "Acabamos de abrir a nossa operação em Seattle, que recebeu o nome Briteris, e que está sendo liderada por um de nossos colaboradores, ex-diretor da Microsoft e agora sócio", conta Fernando Riva, responsável pela internacionalização da Iteris. Segundo ele, este movimento para fora do país foi antecipado em razão da pandemia. "A atual crise de saúde acabou abrindo oportunidades de negócios, porque uma das emergências do momento é a aceleração da transformação digital nas empresas", acrescenta.

Por lá, a consultoria brasileira mira os atuais clientes aqui no Brasil ? matrizes e filiais de marcas já atendidas e que reconhecem o valor diferenciado do modelo da Iteris. "Tanto cultural, como tecnológico, o mercado é muito semelhante ao brasileiro. Por isso, apostamos no sucesso de nossa proposta", destaca Riva.   

Tudo se move pelas pessoas

Desde o início, a Iteris entendeu que com o avanço de inovações tecnológicas, as equipes de TI passariam a ser vistas como parte das estratégias corporativas, tendo relevância na proposta de valor de produtos e serviços ? um cenário em que os profissionais deixam de ser figurantes nos processos de produção e passam a ter um papel mais valorizado.

"Certamente, a gestão de pessoas de forma estratégica é um dos grandes desafios para o segmento de TI no Brasil. Nós conseguimos antecipar esse contexto. Investimos muito ? tempo e recursos financeiros -, para construir um modelo sustentável e altamente competitivo, que hoje se transformou em cultura organizacional", esclarece Marcelo Santos.

Em 11 anos, a Iteris saltou de cinco profissionais, incluindo os três sócios fundadores, para mais de 400 colaboradores ? e teve de aprender a lidar com o tema rapidamente. Nesse período, manteve baixa rotatividade, economizou dinheiro e tempo para formar e contratar novos talentos.

A próxima geração

A Iteris se guia pela ideia de Next gen, IT services ou a próxima geração das empresas de TI. "Não há como negar que presenciamos uma revolução digital e que cada vez mais as empresas estão mudando, em razão das novas tecnologias", diz Sérgio Ferreira, sócio e diretor da Iteris.

Segundo ele, o desenvolvimento acelerado de TI tem dado outros contornos para os mercados de forma geral. Da mesma maneira, também tem sido um desafio compreender como os novos negócios e tecnologias podem ajudar nos processos e atividades de TI, uma vez que a área é tida como a responsável por levar inovações às outras áreas nas empresas.

A Iteris tende a se tornar, cada vez mais, uma boutique, especializada em TI, para acelerar o desenvolvimento de negócios de seus clientes. "Nenhuma empresa crescerá se não conectar TI a sua estratégia", destaca.

Outras informações | Mídia

Brain A/Gwww.braincomunicacao.com brain@braincomunicacao.com Gabrielle Morais ? gabrielle.morais@braincomunicacao.com +55 11 99901 7142

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1385116/ITERIS_socios.jpg

FONTE Iteris


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.