RELEASES EMPRESARIAIS

QUARTA-FEIRA, 26 DE AGOSTO DE 2020 - Horário 15:52
nbn
Sou Net - PRATA DA CASA: CIRURGIÃO DENTISTA BRASILEIRO REINVENTOU A BICHECTOMIA



Após o sucesso da criação do protocolo Camargo, o procedimento se tornou o “queridinho” da harmonização facial no mundo inteiro.











Com o avanço da tecnologia, muitos procedimentos estéticos surgem a todo o momento. Uma das principais inovações que se tornou tendência entre as celebridades na harmonização facial é a bichectomia.



Nos últimos anos, o procedimento entrou para o hall de cirurgias queridinhas entre os brasileiros. O problema é que com tanta popularidade, muitos profissionais inexperientes começaram a realizar a técnica, ocasionando danos aos pacientes.



Um dos casos que chamou a atenção, foi o da cantora Ludmilla. Em uma entrevista concedida no Programa de TV, um dos principais fatos que causou a preocupação dos telespectadores, foi a dificuldade enfrentada pela cantora para falar, após se submeter a uma bichectomia.



E de acordo com o cirurgião dentista Leandro Camargo, professor na área e criador de um método inovador do procedimento, ficar com a boca dormente e apresentar dificuldade para falar não é comum nos procedimentos: “A bichectomia pode ser feita por cirurgiões dentistas e médicos. O que acontece, é que como vários nervos estão presentes na região da bochecha, pode ter acontecido de algum deles ser lesionado parcialmente ou completamente durante a cirurgia. O que não é comum”, explicou.



O profissional também contou que no início desses tratamentos, a técnica ainda era muito “julgada” e muitos cirurgiões ainda não eram capacitados para realizar o procedimento. Foi por isso que ele começou a estudar mais e recolocou a bichectomia na “vitrine”.



É como se existisse a Bichectomia antes x depois do protocolo Camargo, por exemplo: antes o procedimento que gerava dúvidas e medo quanto ao resultado, agora, muitas vezes é o primeiro procedimento a ser executado em um planejamento de harmonização facial.



“A bichectomia era vista como a vilã da cirurgia plástica. Muitos médicos e dentistas falavam que causava o envelhecimento e a flacidez na pele, por exemplo. Outro fator era a insatisfação por parte dos pacientes que faziam o procedimento. Entre 10 pessoas, apenas metade via resultados. Foi então que decidi abraçar essa causa, estudar muito e me especializar. Atendi diversos pacientes insatisfeitos com a sua cirurgia e realizei centenas de correções. Criamos um grupo no Facebook (o maior de bichectomia do mundo na rede social). E foi assim que surgiu o Protocolo Camargo de Bichectomia", explicou.



Toda essa revolução começou a chamar a atenção do mundo todo e, por isso, Camargo ministra cursos e palestras em Harvard, Espanha, Portugal, México e Dubai. "O Protocolo tomou outras proporções e as pessoas começaram a ver a bichectomia com outros olhos. Fico muito feliz em poder participar disso. O tempo cirúrgico que era de aproximadamente 1 hora, passou a ser de, em média, 5 minutos, gerando um conforto maior durante a cirurgia e também no pós operatório. Além disso, entre os profissionais que utilizam o meu método temos 100% de aprovação, já que agora os pacientes não ficam mais tão inchados e não precisam ficar vários dias afastados de suas atividades", contou Leandro.











Atualmente, já existem mais de 500 profissionais cadastrados no mundo todo com a técnica desenvolvida pelo Dr. Leandro. Presente em mais de 20 países, mais de 8 mil cirurgias já foram realizadas com 100% de satisfação: “A segurança, previsibilidade, e os resultados surpreendentes foram a chave para o sucesso”, disse o cirurgião.



Para conhecer mais sobre o trabalho do Dr. Leandro, basta segui-lo no Instagram: @dr_leandrocamargo @dr_leandrocamargo.





© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.